Domingo, 3 de Abril de 2005

Fragmento 29 – Eu como tu

flower.jpg

L, é uma criatura da noite, doce, terrivelmente doce e incompreendida, nem mesmo ela sabe quem é, ao que vem, para onde vai. L tem um sonho, ou melhor, tem vários sonhos, adora cantar, representar, e acaba por ter de fazer sacrificios, para esconder a sua verdadeira natureza selvagem e negra, porque precisa das oportunidades que lhe proporcionam.
Ela pensa que não foge de si mesma, mas a verdade é outra, a verdade é que aos poucos vai perdendo aquilo que a distingue dos comuns, a sua beleza interior, a sua verdadeira identidade.
Perder-se na noite, como quem segue um instinto animal, sem rumo, sentindo só o cheiro, procurando aquilo que nunca vemos, mas sabemos que lá está. O perfume do luar, que pousa levemente sobre a areia, onde o mar se deita em ondas verdes de espuma branca. Sentir a doce tristeza de um cemitério vazio, a calma e paz imensas, nos invadem, cobrindo tudo com uma neblina de melancolia.
Nem sempre é assim, nem sempre podemos levar os nossos corpos onde os nossos sentidos nos querem levar.Corremos sempre o risco de ser postos de parte, por uma sociedade estupida e de mente fechada. A incompreensão é encontrada em todo lado. Só há refugio dentro de nós, e ás vezes, dentro de quem é como nós. Gente que partilha um credo, um ideal, ideologia ou o que seja.
Negros são os nosso dias L, assim os devemos viver, porque assim os queremos. Negros são os tempos, negra é a noite que nos dá abrigo. De negro se alimentam os nossos olhos, se vestem os nossos corpos.
Negros somos nós, que escolhemos ter como sol a bela Lua

By: Angel-of-Death
In: "O espelho e eu"
publicado por Angel-of-Death às 21:00
link do post | comentar | favorito
|
8 comentários:
De carina a 6 de Abril de 2005 às 23:42
há muitas vezes algo em nós que permanece nas sombras durante o tempo necessário á sua compreensão... se esta tarda em chegar sentimo-nos reprimidos e sensíveis... deprimidos e insignificantes... mas esse nosso lado obscuro, misterioso e secreto é também aquele que nos dá forças na nossa caminhada espiritual, seja ela qual for... só nós nos sentimos e sabemos quem somos por dentro e essa força ninguém pode deturpar em momento algum, a não ser nós próprios.


De Angel-of-Death a 6 de Abril de 2005 às 20:40
Sabes, deixar de sofrer, nesta nossa vida errante e sem destino, não vai ser nunca possível, só podemos desejar que os momentos de felicidade seja suficientes e mais importantes e nos ajudem a cobrir a dor que ás vezes não conseguimos esconder do mundo.
Um dia, vais saber que a maior lição não é aquilo que aprendes comigo, será o que aprendes contigo propria, aquilo que tiras do mundo.
Faz por ser feliz, não deixes que as ideias dos outros reprimam as tuas, é exactamente isso que eles querem.
Mas as tuas ideias valem mais, muito mais...


De Iglaia a 6 de Abril de 2005 às 20:29
continuando a mesma... sem muito para dizer, pois quase todas as palavras foram oprimidas, e as q não foram suponho que venham a ser... só gostava d ser eu.. e não ter mais de sofrer.... bjs Angel of death.... contigu aprendo mt... mas nem sp as lições podem ser levadas como queriamos que fose, por causa das estupides da sociedade, e das pexoas q pnsam q n somos ng....


De Angel-of-Death a 5 de Abril de 2005 às 20:17
Sim, somos poucos, mas sabemos quem somos.
Temos de deixar de nos esconder do mundo, nós existimos e o mundo é tão nosso como deles, aqueles diferentes de nós.
O nosso mundo é negro e sombrio, somos filhos da noite e da lua.
Apenas buscando a nossa paz, o nosso lugar.
Não pedimos nada, apenas que nos deixem viver a vida que escolhemos para nós, seja ela qual for.
É nosso direito, é nosso dever.
É nossa sina...


De Tormented Soul a 5 de Abril de 2005 às 20:01
Como sempre tás de parabéns pelo belo texto e bastante emotivo, por sinal.
Acho que pessoas como a que descreves são raras...aliás não são nada mais que um de nós, e tu sabes! Queremos apenas ser livres nesta prisão que se torna a vida e cada vez mais pequena e agoniante...
Bem...que digo eu?!...Tudo o que havia para dizer...Tu sabes!...


De Drakus_Vicius a 3 de Abril de 2005 às 22:01
o refugio das pessoas de satanas estão na vida que levam, pk levam a vida de forma poetica, de dentro dos seus corações! enquanto xamas satanicos a pessoas que fazem rituais os mortasi que dizem acreditar em deus de vem ser as putas de vidas maracdas por portas abertas para o fundo do desterro anpatado por miseras vozes soltas de gente aberrante!!!
axei lindo como te axei quando te conheci!!


De Drakus_Vicius a 3 de Abril de 2005 às 21:55
ontem de noite por portas abertas de jente fumando a ver TV de olhos fexados penssando na morte de fazer orgias banais de fontes de seres mortos de inveja de serem mortais de frentes enterradas de lôdo escurregadio!!!!!
axei lindo, como te axei a ti no dia que te conheci!!!


De Iglaia a 3 de Abril de 2005 às 21:09
"vários caminhos temos de seguir, mesmo que não sejam os mais acertados pois temos de esconder o que realmente somos". obrigada por me entenderes, e por me conheceres tão bem.... conhcer-te deu novo brilho em mim, fez-mm sentir, não despresada nem uma qqr, mas a seguir em frente, e a ver o valor q sou... obrigadah.....


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.posts recentes

. Não me odeies...

. Sinto a Alma gelar...

. Voltar atrás...

. Ao menos...

. So me dizes hoje...

. Talvez mentiras...

. Finalmente

. Negro no fim

. Nameless...

. Afinal, ainda não comecei...

.arquivos

. Outubro 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Junho 2009

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Abril 2007

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Maio 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds